QUINTA-FEIRA – 15/JANEIRO/2015

STO. ARNOLD JANSSEN (1837-1909). Sacerdote alemão, fundador das con-gregações missionárias da “Sociedade dO Verbo Divino” e das “Servas dO Espírito Santo” para a proclamação dO Evangelho junto dos não-cristãos.

STO. AMARO (584) . Discípulo de S.Bento, que o recebeu ainda criança.

Hebreus 3, 7-14 ; Sal 94, 6-11 ; Marcos 1, 40-45

O “HOJE.” (Hebr.3,7-14). O autor da Carta aos Hebreus aplica aos cristãos o texto do Salmo 94 que narra os acontecimentos do deserto: sede, fome e o povo a duvidar de Deus e a revoltar-se. Esta recordação transforma-se numa exortação para se ouvir O Senhor e confiar n’Ele sem endurecer o nosso coração: o convite ecoa “hoje”. Tal como no Livro do Deuteronómio é hoje que a palavra de Deus se dirige a cada um. A Carta repete solenemente a palavra “…enquanto durar a proclamação do “hoje” ” do apelo de Cristo.

JesusTocouOLeprosoEDisseQueroFicaCuradoNÃO PERMANECER NA ILUSÃO (Marcos 1,40-45). Jesus veio tocar a humanidade na sua lepra, ao tomar sobre Si a lepra do pecado. Não esqueçamos que, no tempo de Jesus, quem tocasse um leproso ficava impuro. Cristo quer purificar qualquer homem que se volte para Ele a pedir-lhE piedade. A cura da lepra do corpo é o sinal de outra cura, a de qualquer pessoa, e é essa a Boa-Nova a anunciar. O leproso ao ajoelhar-se exprime que depõe a sua vontade perante uma vontade superior, tal como Jesus no jardim das oliveiras diante dO Pai testemunha a Sua confiança total n’Ele. Testemunhar, é dar testemunho da salvação. Senhor!, se Te disser: “Se quiserdes, Tu podes curar-me”, eu sei que terás piedade. Dá-me força para confiar em Ti!

“Meditações Bíblicas”, trad. Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Supl.Panorama, Ed.Bayard). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.