SEGUNDA-FEIRA – 12/JANEIRO/2015

AELRED DE RIEVAULX (1109-67). Abade escocês na comunidade cistercense de Rievaulx, Yorkshire (Inglaterra). Autor de vários tratados sobre o valor da amizade e caridade cristãs. O mais célebre chama-se: “A amizade espiritual”.

Hebreus 1,1-6 ; Sal 96,1-2b. 6. 7c. 9 ; Marcos 1,14-20

TiagoEJoaoComOPaiOuvemJesus“IMEDIATAMENTE…”(Marc.1,14-20). Será que neste evangelho, o termo “imediatamente” é sinónimo de “sem antecedentes” ? Depende do sujeito a que se aplicar o advérbio preferido do evangelista Marcos. No versículo 20, “imediatamente” é qualificativo do chamamento por Jesus dos 2 irmãos Tiago e João: (“imediatamente, Jesus os chama). Para Jesus,“imediatamente” não pressupõe antecedentes; O Filho de Deus não necessita longa convivência para nos conhecer. O outro “imediatamente”, no versíc. 18, designa a pronta resposta de Simão e André (“imediatamente”, eles seguiram-nO). Ainda que fascinados pela pessoa de Cristo, provavelmente eles tinham sido sensibilizados antes do chamamento, talvez ao escutarem Jesus “proclamar O Evangelho de Deus”.  Para o homem, o imediatamente tem este antecedente. Não invejemos portanto a prontidão da resposta dos primeiros apóstolos: se intimarmos a Palavra de Deus, também nós podemos seguir Jesus, imediatamente. Jesus procura os homens no quotidiano das suas vidas. Assim, encontrou Mateus à mesa da colecta de impostos e os pescadores à beira do lago. Senhor !,Tu passas na minha vida e chamas-me para Te seguir ; ajuda-me a não hesitar demasiado.

“Meditações Bíblicas”, trad. Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Supl.Panorama, Ed.Bayard). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.