SEXTA-FEIRA – 9/JANEIRO/2015

STO. ANDRÉ CORSINI (1301-1374). Bispo carmelita; “tinha o dom dos milagres e profecias”

1 João 5, 5-13 ; Sal 147, 12-13, 14-15, 19-20 ; Lucas 5,12-16 

LEVEMOS AOS OUTROS A VIDA RECEBIDA! (1 Jo.5,5-13). O ano 2014 foi difícil e o de 2015 começa cheio de incertezas. Como fiéis de Cristo, somos chamados a ter lúcida esperança. Temos muitas razões para desesperar mas a fé diz-nos que Cristo será O vencedor. Deus não nos abandonará em 2015. Tenhamos a coragem de acreditar mais no Seu testemunho do que no testemunho dos profetas da desgraça. No Filho que nos é dado, nós temos a Vida. Compete-nos levá-la ao mundo. Levemos essa Vida que recebemos, aí onde tantos homens e mulheres pedem uma vida digna: nos hospitais, nas periferias, junto das pessoas encurraladas pelo desemprego. É ao levar a vida recebida que se dá crédito ao testemunho de Deus.

“SENHOR, SE TU QUISERES…” (Lucas,12-16). Duvidaria este leproso da bondade de Jesus? Ele podia muito bem ter evitado a condição (“Se Tu quiseres”), como tantos outros que se tinham satisfeito com um (“Cura-me!”). Todavia, o pedido do leproso é mais justo: em Jesus, reconhece que a omnipotência de Deus (“Tu podes purificar-me”) está indissociada da Sua liberdade soberana (“Se Tu quiseres”). Ora, nós esquecemos isto demasiadas vezes: não compreendemos porquê, se Deus pode tudo, não satisfará Ele todas nossas vontades. Queremos que a Sua omnipotência esteja ao serviço da nossa pequena vontade, esquecendo que Ele é soberamente livre. Tal como este leproso prostrado diante de Jesus a suplicar-lhE, compete-nos fazer aquilo que depende de nós e depois remeter tudo à Sua vontade.

“Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Suplemento Panorama, Edição Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.