1º SÁBADO – 3/JANEIRO/2015

SANTíSSIMO NOME DE JESUS. “Deram-lhE o nome de Jesus” (Luc.2,21). Que inefável é o Nome Santíssimo de Jesus! Muito se disse já e se dirá deste Nome, diante do qual“todo o joelho se dobra nos céus, na terra e nos infernos”( Filémon 2,10), e aínda: “Saíram da sala do Sinédrio cheios de alegria por terem sido julgados dignos de sofrer vexames por causa do nome de Jesus”(Act.5,41). Ó Nome de Jesus, exaltado acima de todo o nome, Ó gozo dos anjos, Ó alegria dos justos : em Ti está toda a esperança de perdão, e toda a expectativa de glória!

1 João 2, 29; 3, 6 ; Sal 97.1. 3-6 ; João 1, 29-34

NÃO TENHAMOS MEDO (1Jo.2,29;3,6). O pecado fere as nossas vida e trava-nos a marcha. É uma transgressão que nos cega sorrateiramenre, ocultando-nos o amor que, em Seu Filho Jesus-Cristo, O Pai nos dá . Mais que malícia, o pecado é sempre uma falta de fé. Confessar que O Filho veio para o meio de nós a fim de carregar os nossos pecados, reconhecer-se como filho de Deus, leva-nos a um encontro íntimo com Deus. A confissão do amor dO Pai transforma a nossa vida. Mas a vertigem que esta realidade nos causa pode assustar-nos e fazer-nos agir como se não a conhecêssemos. Todavia, estejamos certos que Ele, O Filho, não nos abandona. Não tenhamos medo do amor que Deus tem por nós !

“Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Suplemento Panorama, Edição Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.