SEXTA-FEIRA – 21/NOVEMBRO/2014

ApresentacaoDeNossaSenhora_bAPRESENTAÇÃO DE NOSSA SENHORA. A Igreja do Oriente celebra desde o séc.Vl esta festa, tão rica de significado, em que São Joaquim e Santa Ana apresentam nO Templo a jovem Maria.

Zacarias 2, 14-17 ; Sal 45,11-12. 13b-14.15b-16 ; Mateus12, 46-50

“…COMO SUA PORÇÃO NA TERRA SANTA.” (Zacar.2,14-17). Um texto célebre do regresso dos exilados a Jerusalém. O Senhor vem novamente habitar no meio do Seu povo. O vocabulário é de eleição : “tomar posse”, “escolher”, “seu património”(seu domínio), que denota um elo exclusivo entre O Senhor e Israel. Uma expressão sobressai : “na terra santa” ; não se trata do país, nem da Terra Santa no sentido actual do termo, mas mais precisamente de “solo”. O solo que Deus confiou ao homem para o cultivar e dele re-tirar o seu alimento, será, a partir de agora, o lugar para onde Deus vem viver no meio dos Seus. Tata-se de um solo “santo”, porque é um dom de Deus que, até na actividade humana mais simples, se torna presente para dar a vida. E isto é verdadeiro para todos os povos.

“AQUELE QUE FAZ A VONTADE DE MEU PAl…” (Mat.12,46-50). Neste dia da Apresentação de Maria no Templo, preparamo-nos para entrar no Ano dedicado à vida consagrada. Caminhar a seguir as pégadas de Cristo, diz respeito a todos, porque todos desejamos ser Seus “irmãos e irmãs”, na proximidade de Maria, que a Igreja escolhe hoje para nos apresentar como alguém que sabe fazer cons-tantemente a vontade dO Pai. Com ela, tentamos aprofundar a nossa maneira de rezar o “Pai Nosso” para descobrirmos que há mais alegria em fazer prevalecer em nós a vontade dO Pai do que em fazer triunfar a nossa…

“Meditações Bíblicas”, trad. das Irmãs Dominicanas de Notre-Dame de Beaufort (Supl. Panorama, Ed. Bayard, Paris. Selecção e Síntese: Jorge Perloiro.