QUINTA-FEIRA – 20/NOVEMBRO/2014

GelasioIOAfricanoS. GELÁSIO I, O AFRICANO (496). Originário da África do Norte foi eleito papa em 492. Embora tenha sido Papa apenas durante 4,5 anos, exerceu uma profunda influência na política, liturgia e disciplina eclesiais. Reafirmou a superioridade do espiritual sobre o material, e a primazia da cátedra de Roma sobre a cátedra de Constantinopla. Muitos dos seus decretos foram incorporados no Direito Canónico. Foi chamado “Pai dos pobres”, por nunca ter hesitado em recorrer às riquezas da Igreja em tempos de fome, de epidemias de peste ou simplesmente de pobreza.

Apocalipse 5, 1-10 ; Sal 149,1-6a. 9b ; Lucas 19, 41-44

“ELE ALCANÇOU A VITÓRlA…”(Apoc.5,1-10). Entre as muitas questões que O Apocalipse coloca aos leitores de hoje, sinto certamente espicaçar-me esta : em quê, dirá respeito a mim mesmo, hoje, uma liturgia celeste como aquela que se desenrola no capítulo5? Irei eu também chorar diante do Livro selado? Ou cantarei eu com os quatro Viventes e os 24 anciãos diande dO Cristo-Cordeiro? Claro que sim!, porque sei e acredito que Cristo-Cordeiro tem a chave da interpretação do mistério das nossas vidas e da História! E que foi Ele que nos deu o sacerdócio real, posto tão em evidência pelo Concílio Vaticano II!

“…POR NÃO TERES RECONHEClDO O TEMPO EM QUE FOSTE VISITADA.” (Apocalipse.5,1-10). Jerusalém, tu que reunes na fé aO Deus Único uma multidão de homens vindos de povos, de raças, de línguas e ritos tão diferentes; tu que és a cidade dos que procuram Deus, eis que hoje O Filho de Deus está a chorar sobre ti. Pois não será afinal, cidade da Paz, o ruído da guerra que os teus filhos escutam? Jesus de Nazaré veio até ti propôr a paz, e tu que fizeste? Jesus morto numa das tuas colinas e ressus-citado num dos teus jardins. Mas a Sua vida sepultada na tua terra é sinal seguro que não foste abandonada pelo teu Deus, e que a oração que se eleva das tuas muralhas é ouvida. Jerusalém, não temas e reencontra a paz a que foste convidada!

“Meditações Bíblicas”, trad. das Irmãs Dominicanas de Notre-Dame de Beaufort (Supl. Panorama, Ed. Bayard, Paris. Selecção e Síntese: Jorge Perloiro.