SEXTA-FEIRA – 19/DEZEMBRO/2014

BTO. URBANO V (1310-1370). O dia 16/Out./1367 foi um dia memorável para os cristãos de Roma: após 60 anos de exílio em Avignon, o papado estava de volta à “sua” cidade. O homem que, apesar da resistência feroz de vários cardeais tinha levado a cabo esta difícil operação chamava-se Guillaume de Grimoard. Após brilhantes estudos de direito em Montpellier e Toulouse, ele optou pela vida religiosa, tornando-se o monge beneditino eleito papa em 1362. Após a eleição, continuou a usar o hábito e a viver como monge; a sua piedade e simplicidade contrastavam com a opulência, o carreirismo e o hedonismo de certos clérigos. Chegado a Roma, o BTO. Urbano V tentou restabelecer um autêntico clima espiritual e abriu estaleiros para restaurar as igrejas que ameaçavam cair em ruínas. Procurou também a aproximação com as Igrejas do Oriente, separadas de Roma há mais de três séculos. Todavia, alarmado com as emboscadas de grupos mercenários e preocupado com o recomeço das hostilidades entre a França e a Inglaterra, Urbano V resolveu, em 1370, que seria conveniente regressar a Avignon. Ali morreu, dois meses mais tarde. O processo de beatificação, iniciado logo após a sua morte, foi interrompido pelo Grande Cisma do Ocidente (1378-1417) e retomado apenas cinco séculos mais tarde (1870), quando o papa BTO. Pio IX elevou aos altares aquele que é considerado o melhor dos papas de Avignon.

Juízes 13, 2-7. 24-25a ; Sal 70, 3-4a. 5-6ab. 16-17 ; Lucas 1, 5-25

TuFicarasReduzidoAoSilencio“TU FICARÁS REDUZIDO AO SlLÊNCIO…” (Lucas 1,5-25). Quais terão sido os pensamentos íntimos de Zacarias nos nove meses de mutismo forçado? Sem dúvida que terá retirado lições da sua falta de fé nas palavras do anjo. Todavia, a reacção de Zacarias tinha sido compreensivel. Não era fácil acreditar que a sua mulher estéril poderia dar vida na velhice! No fundo, o silêncio prescrito a Zacarias é fonte de graça. O tempo de retiro, de interiorização, permitiu-lhe acolher melhor em si um Deus surpreendente. O Natal aproxima-se… Porquê, não imitar Zacarias? Procuremos encontrar pausas de silêncio para acolhermos o espantoso e formidável mistério da nossa fé.

“Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Suplemento Panorama, Edição Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.