Novena da Imaculada Conceição – 8.º dia – 6/DEZEMBRO

Maria, nossa Mãe
“Eis a tua Mãe!”

Do Evangelho segundo São João (Jo 19,25-27)

Junto à cruz de Jesus estavam, de pé, sua mãe e a irmã da sua mãe, Maria, a mulher de Clopas, e Maria Madalena. Então, Jesus, ao ver ali ao pé a sua mãe e o discípulo que Ele amava, disse à mãe: «Mulher, eis o teu filho!» Depois, disse ao discípulo: «Eis a tua mãe!» E, desde aquela hora, o discípulo acolheu-a como sua.

“Imaculada, cheia de bondade”

Caríssimos filhinhos, como gostaria de dizer-vos, repetir-vos, o quando a Imaculada é cheia de bondade para poder afastar para sempre dos vossos pequenos corações a tristeza, o abatimento interior e o desânimo.
A simples invocaçã “Maria”, talvez com a alma mergulhada nas trevas, na aridez e até na desgraça do pecado, produz como que um eco no seu coração que tanto nos ama! E quanto mais a alma for infeliz, enterrada nos pecados, tanto mais este refúgio de nós, pobres pecadores, a circunda de amável e solícita protecção. Mas não vos aflijais de modo algum se não sentirde tal amor.
Se quereis amar, isto é já um sinal segudo de que estais a amar; é o verdadeiro amor que procede da vontade.

Rezemos uma dezena segundo as intenções da Virgem Imaculada, Mãe de Deus.
— Pai nosso
— 10 Ave Maria
— Glória

Petição da Graça
Ó Deus, que na Imaculada Conceição da Virgem preparastes uma digna morada para o vosso Filho, e a preservastes de toda a mancha de pecado, concedei-nos, por sua intercessão a graça que Vos pedimos… (petição).

Oremos:
Pai Santo, nós Vos louvamos e Vos bendizemos pelo perene vínculo de amor instaurado aos pés da Cruz entre os discípulos e a Virgem Maria, como supremo testamento do Vosso Filho. Em nós Maria reconhece o seu adorado Filho. Dai-nos a graça de recorrer sempre a Ela, Mãe dos crentes, como a um seguro refúgio. Por Cristo nosso Senhor. Amen.