SEXTA-FEIRA – 19/ETEMBRO/2014

SaoJanuarioS. JANUÁRIO (270-305). Bispo de Benevento, foi decapitado na perseguição de Diocleciano. O seu sangue, conservado numa ampôla na Catedral de Nápoles, liquefaz-se regularmente de forma inexplicável. Padroeiro da cidade de Nápoles.

1 Coríntios 15,12-20 ; Sal 16, 1. 6-8b.15 ; Lucas 8, 1-3

PLENITUDE DE COMUNHÃO COM DEUS (1 Cor.15,12-20). Negar a possibilidade da ressurreição dos mortos tem consequências graves. Desde logo, esvazia de sentido a ressurreição de Cristo, “primogénito de uma multidão de irmãos”, e mata a esperança de uma vida nova, inaugurada na Páscoa de Cristo que desencadeou um processo de libertação (“Se Cristo não ressuscitou, não estais livres dos vossos pecados). Claro que a nossa ressurreição é realidade de fé que não pode representar-se a não ser sob o ângulo duma plenitude de comunhão com Deus, da qual já saborearmos as primícias na oração, bem como a felicidade a que aspiramos.

“Meditacões Bíblicas”, trad. das Irmãs Dominicanas de Notre-Dame de Beaufort (Supl. Panorama, Ed. Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.