1º SÁBADO – 6/SETEMBRO/2014

1Coríntios 4, 6b-15 ; Sal 144, 17-2 ; Lucas 6,1-5

“PORQUE FAZEIS O QUE NÃO É PERMlTlDO EM DlA DE SÁBADO?…” (Luc.5,33-39). Esta pergunta foi feita aos discípulos, mas é Jesus quem responde. Tomou Ele simplesmente a defesa dos Seus amigos, autorizando-os a esfregar, num dia de sábado, algumas espigas da futura colheita da seara ? Sim, de algum modo, fazendo referência a David. Mas sobretudo, Ele corrige, rectifica e critica as falsas interpretações da Lei. Ele é O Mestre do sábado e isso altera tudo. Porque já deixou de bastar a pergunta: como ser fiel aos preceitos da Lei ?, para nos interrogarmos: como ser fiéis aO Deus bom, compadecido, generoso, que outorgou uma Lei de vida e de liberdade? O sábado foi dado ao homem para que ele repouse em Deus e descubra o Seu verdadeiro rosto, aquele revelado por Cristo.

“Meditacões Bíblicas”, trad. das Irmãs Dominicanas de Notre-Dame de Beaufort (Supl. Panorama, Ed. Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.