SEGUNDA-FEIRA – 23/JUNHO/2014

SaoJoseCafassoS. JOSÉ CAFASSO (1811-1860). Sacerdote e professor de teologia moral em Turim. Foi director espiritual de S. João Bosco, cuja obra encorajou. Canonizado em 1947. Antes de morrer escreveu esta estrofe : “Não será morte mas doce sono para ti alma minha, se ao morrer te asssitir Jesus e te receber a Virgem Maria”.

2 Reis17, 5-8.13-15a.18 ; Sal 59, 3-5.12-13 ; Mateus 7,1-5

RetiraPrimeiroATraveDaTuaVistaRENUNCIAR A JULGAR (Mateus 7,1-5). Para os Pais eremitas do deserto não existia crescimento na caridade e na oração sem renunciar ao julgamento e à crítica dos outros. Escutemos Doroteu de Gaza: “Imaginai o mundo como um círculo traçado na terra (linha redonda feita com compasso e um centro). Imaginai que o centro é Deus e os raios são os diferentes caminhos ou formas de viver dos homens. Quando os santos, desejosos de se aproximar de Deus caminham para o centro, à medida que entram no interior aproximam-se uns dos outros, e quanto mais se aproximam uns dos outros mais se aproximam de Deus. Compreende-se que suceda o mesmo no sentido inverso : quanto mais afastados uns dos outros, mais os homens se afastam de Deus”. Doroteu de Gaza, o eremita (séc.VI) dizia também: “Se tivermos caridade, a própria caridade cobrirá todas as faltas”. E que dizer dos santos que embora sem consentir no pecado, não julgam o pecador, nem “o abandonam”. Ao contrário, compadecem-se, exortam-no, consolam-no e tratam-no como membro doente. Um horizonte que podemos interiorizar, na plena consciência da nossa própria fragilidade.

“Meditações Bíblicas”, tradução das Irmãs Dominicanas de Notre-Dame de Beaufort (Supl.Panorama, Ed.Bayard, Paris). Recolha e síntese: Jorge Perloiro.