SEGUNDA-FEIRA – 1/DEZEMBRO/2014

STO. SEDMUNDO CAMPION (1540-81) e ROBERTO SOUTHWEL (1561-95). Padres jesuítas, mártires por regeitarem o anglicanismo do rei Henrique VIII. Canonizados pelo Papa BTO. Paulo VI, em 1970, juntamente com os “Quarenta mártires de Inglaterra e Gales”.

BeatoCharlesDeFoucauldBTO. CHARLES DE FOUCAULD (1858-1916).“O meu apostolado terá de ser apostolado de bondade. Ao ver-me dirão: “Se este homem é tão bom, a sua religião deve ser boa”, escrevia o BTOCharles de Foucauld, cuja espiritualidade suscitou numerosas famílias religiosas. Foi beatificado, em Novembro de 2005 pelo Papa Bento XVI.

Isaías 2, 1-5 ; Sal 121,1-9 ; Mateus 8, 5-11

Entramos no tempo do Advento a ouvir hoje o evangelho do Centurião de uma maneira renovada. Sim, é verdade que “não sou digno que O Senhor venha viver sob o meu tecto” (“unter mein dach”, diz-se em alemão), e nós repetimo-lo em cada Eucaristia. Mas o que é este tecto ? Para lá da casa física, o tecto evoca aqui a casa espiritual, o coração do homem : Cristo tinha entrado bem fundo no coração do Centurião, e Jesus admira-o como homem rico de grande fé. Todavia, o tecto também pode ser a imagem daquilo que o homem constrói por cima da cabeça e que o separa do céu e, então, esse tecto é o pecado que o torna indigno de Deus. Somos assim colocados perante duas disposições fundamentais em permanente tensão no coração do homem : por um lado a cons-ciência da nossa indignidade, do nosso pecado, no qual Deus não pode consentir; por outro, a fé em Cristo, a confiança na Sua vinda às nossas vidas, para nos salvar. Sim, O Senhor vem, e vem curar-nos a todos ! Descobrir em quê necessitamos ser curados, eis uma bela forma de prepararmos o Natal. Recordemos a interrogação que fazia mestre Eckhart (séc.XIII): “Para que servirá Cristo ter nascido há já tanto tempo num estábulo, se Ele não nascer hoje no teu coração?”

“Meditações Bíblicas”, trad. dos Irmãos Dominicanos de Saint-Martin de Mondaye (Supl. Panorama, Ed. Bayard). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.