SEGUNDA-FEIRA – 18/AGOSTO/2014

SantoAlbertoCruchagaSTO. ALBERTO HURTADO CRUCHAGA (1901-52). Jesuíta chileno empenhado no sindicalismo cristão, fundador da revista “Mensaje” e da “Acção Sindical Chilena”. Hospitalizado com cancro, repetia: “Contente, Senhor!, contente”. Canonizado por Bento XVI, em 2009.

SantaHelenaSTA. HELENA (255-328). Mãe do Imperador Constantino que procurou e encontrou na Terra Santa o madeiro da Cruz, cuja descoberta STO. Ambrósio narra.

Ezequiel 24,15-24 ; Deuteronómio 32,18-21 ; Mateus 19,16-22

“QUE ME FALTA AINDA…?” (Mat.19,16-22). Esta pergunta feita a Cristo por um homem que, para reflectir, O procura no caminho, certamente que todos os santos a fizeram no coração. Quanto mais adiantado se estiver na via da perfeição maior será o apelo à ultrapassagem dos próprios limites. Na verdade, Deus coloca no íntimo de todos os homens esta JesusEOJovemRicointerrogação: “que me faltará ainda?”, pergunta que Ele acicata nos melhores e faz despontar nos que ainda dormem. O homem que encontrou Jesus era um jovem bom: observava os mandamentos e tentava praticar o bem para ter a vida eterna ; e, todavia sentia uma falta. Jesus convida-o a fazer mais, a ser perfeito pois as muitas riquezas o afastavam do verdadeiro tesouro. A história deste jovem rico mostra-nos como os bens do mundo são incapazes de saciar o coração dos homens mas podem, infelizmente, impedi-los de satisfazerem esse desejo profundo. Não imaginamos Jesus a responder-lhe : “Mas, não te falta nada, termina a tua busca, repousa, come, bebe, goza a vida!” Ele diz-lhe exactamente o contrário: “Segue-Me, caminha ainda e sempre; não sabes os caminhos que te farei percorrer; Eu, sei-o e isso deve bastar-te. Eu conduzo-te para outras riquezas ao pé das quais as que tentam reter-te parecerão ridículas. Os bens que te prometo são fonte de alegria, enquanto os “bens” que querem impedir-te de chegar ao limite do “que te faltará ainda”, são apenas e sempre fonte de tristeza”. É necessário desfazer-nos dos bens do mundo para ganhar o tesouro que Jesus dá aos que O seguem. Senhor !, eu observo os Teus mandamentos, mas não me faltará o essencial ?

“Meditações Bíblicas”, trad. das Ir. Dominicanas de Notre-Dame de Beaufort (Supl. Panorama, Ed. Bayard). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.